[Zend Framework 2] – Método init()

Muitas coisas mudaram no Zend Framework desde que a Zend decidiu torná-lo totalmente dependente do PHP >=  5.3.x., e para utilizar a grande riqueza de recursos da orientação à objetos, muitas coisas do ZF1 foram aplicadas de forma completamente diferente e uma delas foi o método tão amável init().

Vamos ver como podemos obter o mesmo resultado no ZF2.

Leia mais

Adicionando Autocomplete do Zend Framework ao Eclipse PDT

Atualmente, comecei um novo projeto em Zend Framework e coloquei o Zend no include_path do PHP.ini.
No entanto, por não ter o Zend nas pastas do projeto do eclipse, perdi o Autocomplete das Classes do framework.

Mas para resolver isto é bem fácil!

Leia mais

[ Linux ] Instalar o Zend Framework com Zend Tools (ZF) no Ubuntu

Fala galera!

Minha série de tutoriais para Zend Framework foram desenvolvidos pensando nos usuários Windows, mas eu também sou usuário Linux e recentemente tenho me adaptado cada vez mais ao Ubuntu.

Então gostaria de compartilhar com os colegas como instalar o Zend Framework com Zend Tools – ZF – no Ubuntu.

A vantagem é que além de instalar o Zend Framework, o instalador já configura o Zend Tool.

Vamos lá!

Leia mais

[ Tutorial ] Zend Framework Parte 02

MVC, Modules, Controllers, Views, Parameters

Sumário

Nesta parte do tutorial vamos aprender alguns conceitos fundamentais para todo desenvolvedor que utilize o Zend Framework, entre eles o Padrão MVC, Modules, Controllers, Actions, Models, Parameters. Vamos criar um site básico a partir do nosso projeto criado na parte anterior e vamos utilizar os conceitos citados acima.

Leia mais

[ Tutorial ] Zend Framework Parte 01

Instalação, configuração, criação de projeto

Sumário

Neste tutorial, você vai aprender como baixar e instalar o Zend Framework, assim como ativar o mod_rewrite do Apache e criar um Virtual Host. Vai modificar o arquivo .htaccess para alterar o comportamento do Zend Framework.
Você também vai aprender a criar um projeto utilizando o ZF Tool.
Leia mais

[ VRaptor ] – Como Criar Projeto VRaptor no Netbeans

Pois é!

Estou dando meus passos no mundo JAVA EE e decidi começar pelo Spring MVC e acabei me frustrando, pois é muita coisa pra pouca necessidade. Foi quando entrei em contato com um amigo que havia terminado Ciencias da Computação e eu sabia que mexia com Java me sugeriou o VRaptor.

O Vraptor é um projeto brasileiro, o que me deixou surpreso.

Como entusiata que sou do Netbeans não iria começar a utilizar Eclipse somente porque os desenvolvedores do VRaptor o utilizam.

Bem, a coisa ficou estranha até eu conseguir resolver isto… (risos)

O VRaptor foi desenvolvido no Eclipse e vem com um projeto em branco ( que não está em branco) para ser utilizado no Eclipse e dentro dele vem um projeto Netbeans, mas sinceramente, não sei o que os caras estavam pensando quando colocaram aquele projeto ali dentro, porque na pratica, ele não funciona! (gargalhadas)

Depois de sofrer, chorar, tomar 3 litros de suco de guarana com açaí , como todo cabaço em alguma nova tecnologia, não sabia que o Netbeans possui um recurso de importação de Projetos Eclipse.

Apesar de parecer óbvio, alguem precisa ensinar isto para os novatos como eu, para até mesmo incentivar a comunidade brasileira a utilizar o VRaptor.

Achei interessante que os desenvolvedores não se preocuparam com a expansão do mesmo. Quantas mais formas de se utilizar um Framework mais amado ele vai ser. Os caras parecem ter limitado as coisas ao Eclipse e fecharam os olhos ou não estão entusiasmados com o que criaram!

Então, como sou nacionalista e patriota, vou incentivar o uso do VRaptor com o Netbeans.

Bom, antes de mais nada, caso você não tenha o workspace do Eclipse, baixe este workspace ( http://gilbertoalbino.com/downloads/workspace.zip) do Eclipse e salve no seu Desktop ou qualquer outro lugar, o Netbeans vai ter problemas se não importar diretamente do workspace do Eclipse.

Os passos são simples.

1 – Abra o Netbeans se ele não estiver aberto e deixa ele abrindo sozinho…

2 – Baixe o projeto em branco do Vraptor disponível em http://vraptor.caelum.com.br/download.jsp ( para o mais recente escolha o link que diz PROJETO EM BRANCO ) ou diretamente em http://vraptor3.googlecode.com/files/vraptor-blank-project-3.3.1.zip

3 – Extrai os arquivos no workspace do Eclipse  e renomei a pasta para “MeuProjetoVRaptor” ou qualquer coisa que quiser (Pelo amor de Deus só não coloca HelloVRaptor ou HelloWorld).

4 – Abra a pasta gerada e renomeada e EXCLUA a pasta nbproject e o arquivo nbbuild.xml

5 – Abra o arquivo .project no bloco de notas mesmo e substitua <name>vraptor-blank-project</name> por <name>MeuProjetoVRaptor</name> ou o nome que você colocou. ( Salve é claro!)

6 – Abra o arquivo web.xml dentro de WebContent/WEB-INF e  troque <display-name>vraptor-blank-project</display-name> por <display-name>MeuProjetoVRaptor</display-name> ou …. e salve.

Agora, se seu computador ou notebook não for uma lata velha com pentium III 333MHz você já deve estar com o Netbeans aberto entao vamos lá:

1 – Vá no menu Arquivo->Importar Projetos->Projeto Eclipse

2 –  Escolha Importar projetos da área de trabalho

3 – Procure a pasta onde você extraiu o PROJETO EM BRANCO  e clique em Abrir

4 –  Clique em Próximo

5 – Neste momento vai aparecer todos os projetos dentro da pasta, como só há o suposto MeuProjetoVRaptor, escolha ele.

6 – Ainda nesta tela, logo embaixo escolha a opção: Crie projetos netbeans importados em um local separado e deixe como está pois o Tomcat no Netbeans dá erro se não trabalhar dentro da pasta de projetos do Netbeans.

7 – Escolha o Servidor que deseja utilizar e clique em Finalizar

8 – Se você estiver utilizando uma versão mais atual do Java 7 vai aparecer uma mensagem de erro, mas ignore e clique em OK.

9) De um F6 e curta seu projeto VRaptor no NetBeans.

É isto aí. Bons estudos e bons negocios!